Escravo das Paixões
Humano, demasiado humano
Capa Textos Fotos Perfil Livro de Visitas Contato
Textos
Talita
Talita
Seu nome é menina
Hebraico seu nome
Armenia menina
Terra distante
Sorriso largo
Quem é de lá sabe
Das risadas constantes
Das gargalhadas cortantes
Do amor que há por lá
Por cá fica seu cheiro
Pele morena abraço inteiro
A conheci menina
Me despedi menina
Belíssima flertando a morte
Mas por que?
Dona da medicina
Morre ainda menina
Vento breve de vida
Seus cães seus pratos
Viverão ternos e eternos
Nossos caminhos ceifados
Rupturas do destino
Serão reencontrados
Doce amiga cá estou
Braços abertos à eternidade
Espere amiga
Eu vou logo
Mas hoje não
Luís Carlos Pileggi Costa
Enviado por Luís Carlos Pileggi Costa em 01/03/2022
Comentários