Escravo das Paixões
Humano, demasiado humano
Capa Textos Fotos Perfil Livro de Visitas Contato
Textos
Mineirinha psiquiatra
Flores roubadas do jardim
Vinho amargo de São Roque
Chocolates adocicados
Poemas com rimas pobres
Cada um dá o que pode
Lhe dou meu amor sincero
E todas as estrelas do céu
As faço estrelas-do-mar
Para seu vestido enfeitar
Lhe dou o fim do horizonte
Menina do belo horizonte
E lá vou lhe esperar
A cada dia que nasce
Uma nova vida brotar
E o infinito em seu olhar
Menina médica de loucos
Loucura mesmo é não lhe amar
Seu cheiro de pétala
Seu gosto mineiro
Ai ai ai uai
Tenho pouco pra lhe dar
Além de amor sincero
E as estrelas do céu
Pra seu vestido enfeitar
Pois Minas não tem mar
Nem estrelas-do-mar
Além do brilho de seus olhos
Estrelas a me encantar  
Luís Carlos Pileggi Costa
Enviado por Luís Carlos Pileggi Costa em 16/07/2021
Comentários