Escravo das Paixões
Humano, demasiado humano
Capa Textos Fotos Perfil Livro de Visitas Contato
Textos
Barlavento
Vento de través
Sopro doce do mar
Estrela guia da noite
Nascer do sol a guiar
Abre a vela estufa o peito
Navega rumo ao norte
Até a terra encontrar
Mar sem fim
Vida sem porto
Navega de través
Rápido e silencioso
Até os fantasmas expulsar
Piratas lembranças de outrora
Não é hora de fundear
Memórias à barlavento
Futuro à sotavento
Ilha desconhecida no conto
Nau à deriva no mar
Tanto mar tanto mar
Luís Carlos Pileggi Costa
Enviado por Luís Carlos Pileggi Costa em 26/03/2021
Comentários