Escravo das Paixões
Humano, demasiado humano
Capa Textos Fotos Perfil Livro de Visitas Contato
Textos
Paradoxo existencialista
A arte salvará o planeta
Todas as profissões eu prezo
Porém somente atacam os efeitos
Só a arte atinge as causas
A desigualdade aumenta
A cada avanço da tecnologia
E solidão aumenta a cada dia
Nas grandes megalópoles frias
Paradoxos do desenvolvimento
A felicidade é vendida em cápsulas
E os encontros nas mídias sociais
O conhecimento é efêmero
E os debates superficiais
O mito da ciência os devora
E o saber sobre o homem
Se torna maior que o próprio homem
Escravo do tecnicismo bestial
Escrevo em defesa da arte
Somente a arte invade a alma
Transforma em ferramenta o artista
Que redescobre o homem perdido
Objeto de sua própria criação
Palavras imagens retratos e sons
Dançam em quadros da imaginação
Cantam em uníssono os homens
O hino de sua própria reinvenção
Luís Carlos Pileggi Costa
Enviado por Luís Carlos Pileggi Costa em 19/12/2020
Comentários