Escravo das Paixões
Humano, demasiado humano
Capa Textos Fotos Perfil Livro de Visitas Contato
Textos
adeus
Adeus deve ser dito apenas a Ele
Palavras não são apenas palavras
São provas de amor e desamor
Promessas de lua e de sol
Mentiras e verdades sobrepostas
Além de outras verdades e mentiras
Piso em pedras amarelas no caminho
Caminho sobre pedras reluzentes
E elas refletem o branco da pele
As palavras escondem os passos
E eu prefiro caminhar à frente
Só me escondo na beleza do verso
Recôndito subterfugio da alma
Sigo a trilha dourada das pedras
Sigo a magia das letras esparsas
Me perco nas palavras duras dela
Palavras duras de pedras douradas
É quando a alegria se transmuta
Encobrindo o sol em nuvens negras
E os versos calam na boca do poeta
Quando o vinho aniquila a sobriedade
De forma trocar as letras dos versos
E o amor afastado na alquimia das letras
Se recombina em sílabas de amar

Luís Carlos Pileggi Costa
Enviado por Luís Carlos Pileggi Costa em 11/11/2020
Comentários